Brasil passa de 1 milhão de casos de covid-19, revela consórcio de imprensa

O número foi alcançado com a divulgação dos dados de São Paulo na tarde de hoje. O estado atingiu 211.658 casos confirmados de covid-19, com 12.232 vítimas fatais.

Por jurandanews em junho 20, 2020

O Brasil atingiu na tarde de hoje a marca de 1.009.699 casos confirmados de covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus, segundo levantamento feito pelo consórcio de imprensa do qual o Portal UOL faz parte.

Desde as 20h de ontem, o Brasil registrou 26.017 casos confirmados de covid-19. Até agora, foram registradas 48.422 pessoas mortas pela doença no país. Nas últimas 14 horas, foram 553 óbitos.

Os dados são divulgados pelas secretarias estaduais de saúde, em que o consórcio se baseia para produzir o balanço. Além do Portal UOL, estão no consórcio O Estado de S. Paulo, Folha de S. Paulo, O Globo, G1 e Extra.

O número foi alcançado com a divulgação dos dados de São Paulo na tarde de hoje. O estado atingiu 211.658 casos confirmados de covid-19, com 12.232 vítimas fatais.

De acordo com dados divulgados na manhã de hoje, o Ceará é o segundo estado com mais casos: ao todo, 89.485 confirmados, e 5.402 mortes.

Rio de Janeiro, que não divulgou seus dados até esta publicação, é o terceiro estado com mais casos confirmados (87.317). No estado, pelo menos 8.412 pessoas morreram de covid-19.

Estabilização

O Ministério da Saúde apontou ontem que o Brasil está “a caminho da estabilização” de casos e óbitos provocados pelo coronavírus.

Em entrevista coletiva no Planalto, o secretário de Vigilância da Pasta, Arnaldo Correia, exibiu números das semanas epidemiológicas recentes que mostram o país perto do “platô” na curva de contaminações.

No entanto, o secretário afirmou que é necessário aguardar ao menos duas semanas para confirmar a tendência.

O comentário vai em sentido oposto ao avaliado pela OMS (Organização Mundial da Saúde). Mais de 150 mil novos casos do novo coronavírus foram reportados ontem à Organização Mundial de Saúde (OMS).

Segundo o órgão, foi o maior número de casos em um único dia, o que motivou mais um apelo do diretor-geral Tedros Adhanom, que citou a região da América do Sul —o Brasil é o líder em número de casos e mortes no continente e o segundo no mundo.

“A pandemia está acelerando. Mais de 150 mil casos foram reportados ontem à OMS, o número mais alto em um único dia. Quase a metade desses casos foram reportados nas Américas, e outra grande parte no sul da Ásia e no Oriente Médio”, disse Tedros durante a coletiva de imprensa da OMS. Segundo ele, “países estão ansiosos para reabrir suas economias, mas o vírus está se espalhando e ainda é mortal”.

Artigos Relacionados