Construção das moradias recebeu investimento de R$ 2,6 milhões do Governo do Estado por meio do programa Casa Fácil Paraná. Também foram liberados R$ 877 mil, incluindo contrapartida municipal, para construção de uma farmácia e clínica de fisioterapia na cidade.

O governador Carlos Massa Ratinho Junior entregou nesta quinta-feira (5) as chaves de 33 novas casas populares a famílias de Juranda, na região Centro-Oeste do Paraná. A construção do conjunto habitacional recebeu R$ 2,6 milhões de investimento por meio do programa Casa Fácil, sob a coordenação da Cohapar, que apresenta uma série de benefícios aos compradores.

Além das casas entregues, o município enviou um projeto à Cohapar para a construção de mais 100 moradias, na modalidade Valor de Entrada, em que o Governo do Estado destina R$ 15 mil a cada família para dar entrada no financiamento, o que garante o acesso ao imóvel e reduz o valor das prestações.

“Junto com as famílias de Juranda, tenho a oportunidade de fazer a entrega dessas 33 casas, anunciando também a construção da clínica de fisioterapia do município. São mais famílias que saem do aluguel e constroem um patrimônio que vão deixar para seus filhos”, disse Ratinho Junior.

Dividido em dois locais de Juranda, com 22 e 11 casas respectivamente, o empreendimento conta com imóveis de 43 e 52 metros quadrados, com unidades adaptadas para pessoas com deficiência. Todas são compostas por dois quartos, sala, cozinha, banheiro e área de serviço externa, cujos lotes e modelos arquitetônicos já preveem ampliações de maneira facilitada pelos proprietários.

Os terrenos foram doados pela Prefeitura de Juranda como contrapartida do município para viabilização do projeto. A isenção de custo das áreas impactou diretamente na redução do valor das prestações, que mesmo sem a cobrança de entrada ficaram abaixo da média do custo de aluguel na cidade. Convênios firmados com a Copel e Sanepar também contribuíram significativamente no impacto financeiro às famílias, pois as empresas instalaram as redes de energia elétrica, água e esgoto, de forma subsidiada.

“Essas moradias foram construídas em áreas nobres e entregues com infraestrutura pronta, inclusive com as ruas asfaltadas também com o apoio do Estado”, afirmou a prefeita de Juranda, Leila Amadei. “O governador Ratinho Junior mostra na prática o que é municipalismo. Nossa cidade tem quase R$ 19 milhões em investimentos do Governo do Estado em todas as áreas. Mas não há investimento melhor do que em moradia, não tem o que pague ver a felicidade das famílias que conquistam a casa própria, é o maior sonho das pessoas ter um lugar para chamar de seu”.

Ao lado dos filhos Edson Vinícius, de 14 anos, e Enzo Gabriel, de 7, Simone Ferreira da Silva, de 30 anos, se emocionou ao receber o melhor presente de Dia das Mães que poderia imaginar. “Sempre morei de aluguel e agora estou muito feliz em receber a casa, não vemos a hora de mudar e começar uma vida nova. É uma felicidade, nunca tivemos uma casa só nossa, é uma garantia para o futuro dos meus filhos”, disse.

A pequena Izabelly, de 6 anos, fez com as próprias mãos o chaveiro em que vai colocar a chave da casa nova, e estava ansiosa por esse momento. “Já faz seis meses que ela fez o chaveiro e sempre perguntava quando iríamos sair da casa velha e vir para a nova”, contou a mãe, a costureira Rosângela de Oliveira, de 43 anos. “O aluguel que a gente pagava era mais caro que a prestação da casa, e era um dinheiro sem volta. Agora vou pagar por algo que vai ser nosso. Não tenho palavras para expressar a minha emoção, estávamos há muito tempo esperando”.

“Hoje é um dia todo especial para mim e meus 4 filhos. Um dia que vai ficar marcado na minha vida quando um sonho está acontecendo. Para mim, no momento em que recebo a tão sonhada casa própria que vai proporcionar não só bem estar para os meus filhos. Mas acima de tudo felicidade para minha família”.

Foram as declarações emocionada de Géssica dos Santos, 31 anos, mãe de 4 filhos menores e que há cerca de seis meses perdeu o marido e um acidente de trabalho, e, passou a ser mãe e chefe de família, no momento em que recebeu a chave da sonhada casa própria das mãos do Governador Ratinho Júnior, da Prefeita Leila Amadei, Jorge Lange, presidente da Cohapar e o Deputado Artagão Júnior.

MORADIA – O governador destacou, ainda, outros projetos habitacionais que estão sendo executados em todo o Estado e a previsão de mais imóveis para Juranda. “O Paraná é o Estado com o maior programa habitacional do Brasil, com a construção de 30 mil casas e vários outros projetos, de condomínios do idoso e a regularização fundiária de 16 mil imóveis de famílias que moram há décadas em suas casas, mas não tinham a documentação”, afirmou.

Entre as vantagens do projeto, estão a isenção total de cobrança de valor de entrada do financiamento, que pode ser quitado junto à Cohapar em até 30 anos com juros de apenas 4% ao ano. A taxa é consideravelmente menor que as praticadas pelo mercado e até mesmo daquelas de outros programas habitacionais existentes no País.

“Neste modelo, o Governo entra com todo o recurso, a prefeitura com o terreno e nós financiamos diretamente com as famílias, sem entrada e com os juros mais baratos do Brasil”, disse o presidente da Cohapar, Jorge Lange. “Temos também a previsão de construir mais 100 moradias aqui em Juranda. Em parceria com o município e o governo federal, o Governo do Estado destina o valor de entrada e as famílias ficam apenas com o valor da prestação. Dessa forma levamos mais qualidade de vida e a realização do sonho da casa própria”.

O grupo contemplado com as moradias é formado por pessoas com renda familiar mensal de até seis salários mínimos e que não possuíam casa própria, devidamente aprovadas em análise de crédito da Cohapar. Entre aqueles enquadrados no programa, a prioridade foi para residentes em áreas de risco ou condições precárias, famílias chefiadas por mulheres ou que tenham entre seus membros pessoas com deficiência ou idosos, entre outros critérios sociais definidos pela lei estadual que instituiu o Casa Fácil Paraná.

A Prefeitura de Juranda enviou os primeiros documentos da área à Cohapar recentemente para a construção dessas 100 casas. A companhia agora fará a análise de viabilidade técnica. O projeto também precisará passar pelo crivo da Caixa Econômica, que é o banco responsável pelos financiamentos. Caso sejam aprovados, a expectativa é de que o processo seja enviado para licitação no início do segundo semestre de 2022 para definição da construtora responsável pelas obras.

CASA FÁCIL – Os projetos do programa Casa Fácil Paraná financiados pela Cohapar com condições facilitadas somam 1.687 moradias em 35 municípios paranaenses. Eles representam um aporte de aproximadamente R$ 118 milhões do Governo do Estado. Quando são consideradas todas as modalidades próprias e os projetos em parceria com o governo federal e outros órgãos, o número de famílias atendidas com novas casas já supera 28 mil.

SAÚDE – Ratinho Junior também liberou R$ 877 mil para a construção de uma farmácia e uma clínica de fisioterapia na cidade, sendo R$ 600 mil da Secretaria de Estado da Saúde e pouco mais de R$ 277 mil de contrapartida municipal. A previsão é que elas sejam construídas em seis meses, com a expectativa de atender 1,5 mil pessoas por mês, fortalecendo a atenção primária da saúde. Serão 300 pacientes mensais da clínica e 1,2 mil da farmácia.

O recurso de R$ 877 mil contempla as obras da construção, desde a elaboração dos projetos de arquitetura e engenharia até a conclusão do empreendimento e a entrega à população.

A clínica de fisioterapia ficará próxima a uma unidade básica de saúde, para atender com procedimentos terapêuticos do município pacientes que têm indicação médica para restabelecer a mobilidade, de forma articulada, para facilitar o restabelecimento dos pacientes do município acometidos de disfunções cinesiológicas diagnosticadas em consultas médicas.

Já a farmácia terá entre as suas funções estocar os medicamentos que serão dispensados aos pacientes encaminhados por médicos após as consultas, prestando também informações sobre a posologia, tratamento e possíveis reações dos medicamentos.

PRESENÇAS – Participaram da solenidade o secretário estadual do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, Everton Souza; a vice-prefeita Joelma Demeneck; o presidente da Câmara Municipal de Juranda, Olacir Aparecido Fedosi; os deputados estaduais Artagão Júnior e Márcio Nunes, prefeito de Rancho Alegre do Oeste Cassio Zanuto, Prefeito de Luiziana Wilson Tureck e o Prefeito de Goioerê Betinho Lima, além de varias autoridades locais e regional.

Confira a entrevista com o Governador Carlos Massa Ratinho Junior, Prefeita Leila Miotto Amadei e o Deputado Estadual Artagão Junior AQUI.

Texto: AEN – Adaptação: Juranda News – Fotos: Ari Dias/AEN e Marcos Camargo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *