18.7 C
Juranda
quinta-feira - 22 fevereiro - 2024
HomeDestaquesSuperlua azul: fenômeno raro poderá ser visto hoje, quarta-feira, 30

Superlua azul: fenômeno raro poderá ser visto hoje, quarta-feira, 30

Nesta data, a lua estará maior e mais brilhante, pois estará no perigeu, ponto da órbita de máxima aproximação da Terra. Ela poderá ser vista de várias regiões do planeta. Para não perder o melhor momento, confira os horários nos quais o fenômeno aparecerá. De acordo com a NASA, o próximo está previsto para ser visto daqui a 11 anos.

Muitos fenômenos celestes fascinantes puderam ser vistos pelos apaixonados pelo céu noturno em agosto.

Entre eles, a Superlua do Esturjão. Ela foi responsável por abrir o calendário astronômico do mês, que também se encerra com o mesmo evento: a chamada Superlua Azul.

Agosto vai terminar com uma rara oportunidade para os amantes da lua: uma Superlua azul. Hoje, quarta-feira, 30 de agosto, ocorrerá a segunda e última superlua do ano.

Nesta data, a lua estará maior e mais brilhante, pois estará no perigeu, ponto da órbita de máxima aproximação da Terra.

A Superlua desta semana também chamada de “Lua Azul” por ser a segunda lua cheia do mês – a primeira ocorreu no dia 1º de agosto.

O que é superlua azul?

Pela segunda vez em agosto, a lua estará mais perto do que o normal da Terra. O fenômeno que se repete é chamado de Superlua azul pelos astrônomos, mas não há mudança de cor no astro. O “azul” adicionado no nome é apenas para indicar que o satélite se “aproximará” mais uma vez do planeta e ficará grandiosa no céu.
De forma bem simples e resumida, uma Superlua ocorre quando o nosso satélite natural chega à fase cheia praticamente ao mesmo tempo em que faz sua aproximação máxima com a Terra (atingindo o ponto chamado de perigeu).

Melhor momento para ver fenômeno depende do fuso horário

Entusiastas da astronomia e curiosos já devem se preparar para não perder o momento, afinal de contas, o acontecimento raro irá demorar para aparecer novamente. De acordo com a NASA, o próximo está previsto para ser visto daqui a 11 anos.

Conforme as informações divulgadas, no horário de Brasília, a lua cheia de 30 de agosto poderá ser observada às 22h35. Para aqueles que estão no fuso horário -4, será às 21h35; no fuso -5, às 20h35, e assim sucessivamente.

Em outros fusos, além da mudança no horário, a data também é alterada. Para quem está no fuso horário -1, ela muda para 31 de agosto, às 0h35. O mesmo ocorre com os demais fusos, por exemplo: 0, +1, +2, etc.

É importante mencionar que a superlua azul poderá ser vista de diversos pontos e estados. Isso, se as condições climáticas permitirem. A astrônoma do Observatório Nacional, Dra. Josina Nascimento, explica que o termo não é uma nomenclatura cientifica e, por conta disso, as instituições astronômicas podem divergir sobre a distância da lua.

A especialista explica que o fenômeno pode acontecer tanto na fase nova quanto cheia. Um bom momento para observar a lua azul é quando o satélite natural estiver próximo do horizonte. Esse tipo de evento, segundo ela, é importante para atrair atenção à ciência.

OUTRAS NOTÍCIAS